quinta-feira, 20 de novembro de 2008

A grande "Casa dos espelhos"




Ótima noite, senhores leitores...
Bom... no épisódio anterior eu andava meio melancólico...hehe... desculpe o nível exacerbado de sentimentalismo. Mas sabe como é né?!...não consigo me conter, mesmo que eu tente não falar de coisas relacionadas a sentimentos não consigo. Ainda mais relacionada aos meus. As vezes eu gostaria de mudar as pessoas, as vozes delas, o modo como elas olham, se comunicam, brigam ou fazem carinho, e até o senso delas...aquele senso do que é certo, meio certo ou nada certo. Mas compreendo e aceito que tudo é moldado para ser único e invariavelmente orquestrado com as outras milhares de características que compõe o ser humano. Assim, como se fossem reflexos de diferentes espelhos...como aqueles que gente vê em uma "casa de espelhos"...onde tem um espelho que te estica, outro que te deixa gordinho, outro que te deixa magrelo e barrigudo, cabeçudo, pernudo e assim por diante. Acho que as pessoas são mais ou menos assim também...são espelhos de um ser humano só...um ser humano, espécie humana, cidadão humano e que apenas mudam sua aparência, forma de se ver, e de ver como a sociedade também os vê. Com base em tudo isso moldam seus sentimentos, valores e sonhos. Vêem também aquilo que não gostam em si e nos outros. Em si, procuram o desejo de mudar aquilo que não gostam. Exemplo... "EU"...pow.. nem curto meu nariz, não... acho ele feio pra burro. Não gosto do jeito que as vezes falo cuspindo. Um dia desse passei mó apuro, rapazzzzzz.... tinha visita na casa da minha mãe, e tipo... cara, fui contar um fato e dei uma babada vioolenta chega menchei a blusa....hehehe. Mas mesmo não gostando muito destas coisas, sei lá... sou apaixonado pela minha vida. As relações, os fatos e as experiências ás vezes nos ajudam a ver as imagens do mundo com mais humildade e amor. Amor pelo que é luz e pelo que não é também, amor pelo ser humano em nós e fora de nós. Gosto de me comunicar. Não sou um sujeito muito engraçado, mas adoro ver os sorrisos das pessoas quando falo com elas. Dá um ótima sensação de você está sendo aceito por ali. Resumindo, Adoooro essa grande "casa de espelhos" que é o mundo!
Bom... acho que já falei d+...hehehe...matraca humana!

Ótimo te-los mais uma vez aqui no blog.

Agradeço a participação da galera que comenta, e dos que não comentam também. Fiquem sempre a vontade.

Um grande abraço e voltem sempre!

2 comentários:

Glayce disse...

hahhahahha, como assim?????? cuspiu???? Ri muito com essa parte! Eu odeio o meu nariz tb, sabia? Por isso que sou apaixonado por nariz alheio...=P

Você nunca vai mudar as pessoas, nunca vai mudar o que elas pensam...e nem pode, nem deve! O melhor a fazer é relaxar e se adaptar, isso é muuuuito importante!

Beijãããão

disse...

Ninguém dá mais risadas com você do que eu. Pode falar!
A mais boba alegre das bobas alegres do país dos bobos alegres.


E eu gosto do seu nariz. E gosto de chuchu também. =)


Beijo,trenzim que me faz uma faaaaaalta!
=(